Nossos filhos e a revolução eletrônica

Publicado: 16 de agosto de 2010 em Para pensar

As crianças são o epicentro da revolução digital”, dizia o articulista da revista Wired, uma das publicações mais reconhecidas sobre Internet no mundo. E continua: “Depois de séculos de opressão, as crianças estão saindo de nosso controle, encontrando-se umas com as outras na grande colmeia que é a Net.”, e segue dizendo que a Internet possibilitará a libertação “das noções rígidas dos mais velhos sobre o que é bom e o que é ruim.”
Isso olhado do ponto de vista de avanço no campo do conhecimento deve ser celebrado, realmente. Mas o conhecimento por si só não tem o poder de formar bem uma criança, prepará-la para a vida num contexto onde desfrute de alegria, equilíbrio, amor e paz, pelo menos em seu interior. Muitos pais estão aceitando passivamente essa argumentação de liberdade e entregando seus filhos à exposição a qualquer tipo de conhecimento (pornográfico, degradante, ofensivo à sua própria individualidade). Estão entregando nas mãos dos filhos decisões que ainda não podem ser tomadas por eles. Não por não terem o direito de exercerem sua vontade própria, mas por não terem condições de fazê-lo de maneira produtiva e em benefício de si mesmos! Note que não disse “… produtiva para a Sociedade” (embora isso venha ocorrer como conseqüência!). Deixar nossas crianças sem orientação direta, presente e participativa de seus pais é o caminho mais curto para o estabelecimento de um estado emocional, interior, doentio nelas mesmas. Necessitam de estímulo, de acompanhamento direto dos pais, não das babás, da TV ou da Internet! Não podem insistir em ausentarem-se da tarefa de educar, na mais pura acepção da palavra. Você é responsável por atuar como orientador de ensino na vida de seus filhos, ajudando-os a encontrar a maturidade. A Bíblia mostra um pai participativo:

“Filho, não esqueça dos meus ensinos e o seu coração lembre sempre dos meus conselhos”
Provérbios capítulo 3 e verso 1

Esse pai descobriu que o investimento nos filhos poderia abreviar o caminho à vitória evitando muitos dissabores e ligando esse filho intimamente a si mesmo, com laços de amor, não opressão, de gratidão, não violência.
Hoje, agora mesmo, você pode fazer uma decisão. Voltar para casa disposto a ser esse orientador de ensino, ajudando seu filho a descobrir com maior segurança as saídas dos emaranhados da vida e os caminhos para a vida que vale a pena ser vivida. Se perdeu muito tempo, não importa! Se não sabe como fazê-lo busque a ajuda do Pai Maior, do Senhor Deus e Sua sabedoria.
“Porque o Senhor dá sabedoria… e proteção para os que caminham em sinceridade”
Provérbios capítulo 2 e versos 6 e 7

Se você buscar esse compromisso pessoal e íntimo com o Senhor Deus em sua vida, agora mesmo, irá encontrar a verdadeira razão de viver e poderá legar isso não só a seus filhos, mas a todos quantos ama!
Tenha coragem e busque agora mesmo!

Fonte: http://www.vidanet.org.br/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s